Desempenho nos negócios

GRI 2.8

A Odebrecht Agroindustrial centraliza suas atividades em três segmentos de negócios: etanol, açúcar e energia elétrica. Durante o ano-safra 2012-2013 todos os indicadores de produção apresentaram expansão e levaram a Empresa a ocupar a segunda posição entre os maiores produtores de etanol do País, com produção de 1,3 bilhão de litros, acréscimo de 40,4% comparativamente à safra 2011-2012.

O volume de cana processada atingiu 18,9 milhões de toneladas, ou 49,5% acima da safra anterior. No ano, a Empresa ampliou 81 mil hectares de área plantada, totalizando 430 mil hectares nos últimos cinco anos.

A produção de açúcar registrou aumento de 115%, para 384,6 mil toneladas. O resultado é fruto da entrada em operação de uma nova fabrica na Unidade Conquista do Pontal, em São Paulo, cuja produção na safra totalizou 167,5 mil toneladas.

A geração de energia cresceu 69,3%, para 1.457,0 GWh, e a energia exportada foi 52,0% superior, totalizando 847 GWh. Durante a safra foram introduzidos processos de melhoria de eficiência energética – projeto de separação a seco da palha da cana – nas Unidades Alto Taquari, Conquista do Pontal e Santa Luzia que irão impactar positivamente nos resultados de geração de energia da safra 2013-2014.

Todos os indicadores superaram a média do crescimento do setor sucroenergético brasileiro. De acordo com a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), maior organização representativa do setor de açúcar e bioetanol do Brasil, o volume de cana processada cresceu 5,8%, para 590,9 milhões de toneladas, as produções de etanol e a de açúcar aumentaram 3% e 6,7%, respectivamente.

Na safra 2012-2013, a Odebrecht Agroindustrial comercializou seus produtos em 11 estados, das cinco regiões do País. Entre os destaques em etanol, está a realização do primeiro contrato com a BR Distribuidora para o fornecimento do produto, além de outro com um importante distribuidor do Mato Grosso do Sul. Além disso, foram exportados 137 mil metros cúbicos de etanol anidro para os Estados Unidos, oportunidade criada em decorrência da crise no setor de milho norte-americano, com margens de preço mais atrativas do que no mercado interno, o que permitiu melhorar a rentabilidade do negócio.

No segmento de açúcar, houve a renovação de contrato importante com um Cliente no Uruguai, além da entrada de outro grande processador no Brasil. Já a estratégia de venda de energia manteve-se inalterada na safra, com a Empresa dividindo as vendas entre o mercado regulado e o mercado livre, mas com um aumento de 52% na geração.

 

  • +
  • +
  • +
  • +
  • +
  • +

 

Evolução da produção

Moagem de cana
(mil toneladas)
Etanol
(m³ )
Energia
(GWh)
Açúcar VHP
(toneladas)
Unidades 2011
2012
2012
2013
2011
2012
2012
2013
2011
2012
2012
2013
2011
2012
2012
2013
Polo São Paulo
Alcídia 1.673 1.932 88.098 96.892 141 156 84.218 89.552
Conquista do Pontal 1.581 2.831 134.545 113.517 177 257 167.455
Polo Mato Grosso do Sul
Eldorado 1.741 1.781 67.889 65.428 69 85 94.676 127.559
Santa Luzia 2.343 3.395 193.568 295.848 304 324
Polo Goiás
Rio Claro 1.673 2.901 145.409 247.628 171 315
Polo Araguaia
Morro Vermelho 1.670 1.852 148.108 157.978 54
Água Emendada 790 69.809 28
Polo Taquari
Alto Taquari 1.864 2.126 166.013 172.793 67
Costa Rica 111 1.310 171
Total Odebrecht Agroindustrial 12.657 18.918  952.522  1.336.555  860  1.457  178.894  384.566 

 

{

}

{

}{
}

{

}{
}